terça-feira, 21 de novembro de 2017

cadê as férias, gente?!

Fim de ano e a gente tá como? Cansadas né, mores!

Meu Deus, esse ano voou, foi legal, foi bom (e por isso que voou), ainda tem um mês e pouco pra terminar, mas a canseira tá batendo.
Eu acho que é síndrome pré-férias. Falta menos de um mês pra escola da Nina fechar e aí: férias! Minhas com ela! Amoooo tirar esses diazinhos e ficar só com ela, em casa. Aproveitar bem os dias longos do verão, as funções do Natal e Ano Novo. E fazer tudo com calma e sem pressa.
Nessa época não dá nem pra cogitar em fazer viagens. Tudo é muito caro. Mas muuuuito mesmo. Tipo umas 5 vezes mais caro que numa data qualquer aí do ano. Então, deixamos para tirar férias e viajar em períodos mais em conta.

abre parênteses...
Nem contei aqui que fizemos uma viagem bem legal em abril, de 21 dias e Nina amou, se mostrou super parceira e foi muito legal. Assunto para um outro post. Prometo!
fecha parênteses.

Então, como viagem não se cogita por agora, aproveitaremos em casa mesmo. E teremos visita esse ano.
Finalmente vamos nos conhecer: as autoras dos blogs Cantinho da Nina e Esperando o melhor: Filhos.

Minha amiga Val e sua família vêm passar o Natal aqui em Porto Alegre (pronto, contei!) e a visita promete ser divertida. Se antes éramos duas na caminhada da maternidade, hoje somos duas mães e três crianças lindas.

Cenas dos próximos capítulos virão pra registrar esse encontro!

Beijos!
B.


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

será que o verão chegou?

Aqui tem uma menina ansiosa pelo verão. Nem parece que nasceu no inverno. Ama água, mar, piscina e sol! (não puxou à mãe).
E fazia uns 10 dias que estávamos ensaiando pra tomar banho de piscina. eu estava enrolando, na verdade. Porque não estava quente o suficiente pra cair na água. Além disso, tinha muito vento.
Nosso tempo aqui anda meio doido. No inverso era calor e, agora que é para aesquentar, está frio. Tudo ao contrário.
Mas deu pra aproveitar o solzinho do nosso primeiro final de semana.
Segue o primeiro pulão (com bóia porque tem que retomar as atividades de mergulho e natação, esquecidas desde o verão passado).




quarta-feira, 1 de novembro de 2017

últimas fotos

Gente, obrigada por quem ainda passa aqui e nos lê. Estou tentando voltar a escrever. É tão importante registrar. Eu sei! Mas as vezes a correria é tanta que passa.
Mas obrigada  mesmo por cada comentário e todo o carinho! 💗

Seguem últimas fotos registradas...

brincando de tatuar a mamãe e o papai

Helloween na aula de inglês

registro da volta da escola... com seus amigos Julio e Julia! :)

passeando com a mamãe

dia das crianças

Tá bom, meio atrasado, mas antes tarde do que mais tarde. 😄

Esse ano o dia das crianças foi comemorado com muita "presença" e sem presentes por aqui.  Teve brincadeiras, pintura, visita dos amiguinhos e diversão.

O que uma criança precisa é de amor, companhia e muita atenção.

Parabéns a todas as crianças desse mundo!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

e o primeiro dente de leite "caiu"

Ops... não é bem "caiu".
Explico!

Em julho, quando Nina completou 5 anos, levei ela para a revisão anual na tia Pati, a nossa odontopediatra. E estava tudo bem. Dentinhos bem cuidados, tudo certinho. Então as orientações foram: voltar em um ano, mas se algum dentinho novo (permanente) desse sinal de nascer (o que provavelmente demoraria até uns 6 anos), deveríamos mandar foto para avaliar e dizer o que precisaríamos fazer.

E saímos da consulta com um: "Até ano que vem!!!!!".

Porém, um mês depois o danado do dentinho permanente deu sinal de vida. Sem nos apavorarmos, mandamos foto, tia Pati olhou e pediu para esperar umas 3 semanas. Nesse tempo, comer coisas duras para amolecer o dente de leite que precisava cair para dar espaço ao permanente.

E assim fizemos. Ou tentamos fazer. Passaram-se 3 semanas e o dentinho de leite seguia lá, firme e duro em seu lugar. Tia Pati deu o veredito: teremos que extrair.

Então. no dia 19 de setembro de 2017 levei novamente Ninoca ao dentista para extrair o primeiro dente de leite.
Claro que antes, quando o dente deu sinal de nascer, já fui preparando ela, ou para o dentinho de leite cair ou para extrair. Expliquei que se precisasse extrair, a tia Pati colocaria um remedinho pra não sentir dor e depois pegaria uma pinça, um pouco maior do que a que eu uso para tirar a sobrancelha, para puxar o dentinho. E não ia sentir nadinha de dor.
E fui repetindo isso até o dia da consulta.

A tia Pati foi super atenciosa e querida com sempre. Explicou tudo o que ia acontecer (e ela já sabia!) e Nina só ria. Estava achando super divertido.

Minha menina corajosa foi muito valente e passou super bem por mais esse capítulo da vidinha dela.

minha banguela linda